sábado, 24 de julho de 2010

Stand my ground!



Eu te amo
Eu te quero
Sempre te desejei
E nunca temerei

Não deu
Mas meu amor por ti não morreu
Estou aqui
Não sou nenhum Romeu

Não vou desaparecer
Quando não te lembrares
Lê isto
Vem do coração

Uma vez perdido
Sempre perdido
Na imensidão
Desse teu coração

Não é ouro que me afasta
Quero é felicidade
Quanto a essa...
Está contigo!

Dá-me espaço
Quero te abraçar
Sem parar
Saber que posso contar

Estendo-te a mão
Dou-te meu coração
Outra vez me repito
Mas hoje é incondicional

Caiu no chão e não quebrou
A prova que o amor não era ilusão
É daí que vem minha inspiração
Que por ti não acabou...

Meus versos não precisam rimar
Apenas quero te mostrar
Que tão engrandecido é meu sentimento que ainda me faz sonhar
Ainda me faz pensar em te beijar

Estou aqui
Mais uma vez
Estou longe mas não morri
Pois teu olhar minha vida faz brilhar!

''Rasga meus versos, crê na eternidade''
Bocage

Sem comentários:

Enviar um comentário